IMPORTÂNCIA DA REVISÃO NOS AUTOMÓVEIS


IMPORTÂNCIA DA REVISÃO NOS AUTOMÓVEIS

Assim como vamos ao médico verificar o nosso estado de saúde fazendo uma bateria de exames para encontrar algo de errado, o mesmo deve ser feito com o nosso automóvel. É preciso que após certo tempo de uso, ele seja levado a um mecânico de confiança ou à concessionária que ele tenha sido adquirido para os devidos reparos.

Entende-se assim, que revisão é a averiguação de todos os circuitos e peças do automóvel, a fim de saber se eles estão funcionando de forma regular.

A revisão é a responsável pelo desempenho adequado do carro e por precaver o desgaste das peças do automóvel, garantindo assim, que o seu tempo, dinheiro e problemas sejam poupados.

O prazo de validade da revisão pode depender da quantidade de quilômetros rodados ou pelo tempo de uso do veículo. A respeito da revisão por quilometragem é recomendável que seja feita após 10.000 km rodados. Porém, se você não tiver nenhum controle sobre a quantidade de quilometros rodados pelo veículo, é importante que você o leve a cada seis meses para realizar uma revisão.

Alguns municípios dos estados brasileiros realizavam de forma obrigatória o que chamamos de inspeção veicular, a fim de detectar o nível de poluição emitida pelo automóvel, além de verificar o estado de suas peças para se ter a certeza que o carro está totalmente em ordem.

Após a inspeção veicular, o automóvel pode ser encaminhado ou não para a revisão, isto dependerá do resultado da inspeção. Essa revisão pode ser feita de três formas: pela concessionária a qual pertence à marca do veículo, por um mecânico de confiança do proprietário ou por ele mesmo.

A respeito da revisão feita pelo proprietário do carro, pode-se dizer que é uma revisão caracterizada por sua forma básica, de modo a promover maior durabilidade de todas as peças e um melhor desempenho do veículo.

Ao sugerirmos que a revisão seja feita pelo proprietário do automóvel, não significa que o proprietário tenha que entender sobre o assunto, mas a proposta é que gastos sejam evitados.

Esta revisão está relacionada à quantidade de óleo presente no motor do carro, ao líquido do radiador, aos travões e a pressão dos pneus. Contudo, caso o proprietário use o carro para uma viagem longa, ou venha utilizá-lo para trabalhar, como no caso de vendedores que utilizam o carro o dia todo, essa simples revisão não será suficiente, devendo procurar uma oficina mecânica ou um profissional de confiança que possa analisar mais detalhes do carro.

Outra forma de fazer a revisão do seu veículo é por meio da concessionária da marca, a qual pertece seu automóvel que, resumidamente, é o melhor lugar para fazê-la, pois nelas pode ser feita desde a revisão básica até a análise de todos os circuitos e comandos elétricos do carro, ou seja, é uma revisão mais detalhada do que a anterior.

Porém, há casos que por questões econômicas algumas pessoas levam seus carros a outros lugares, pois as peças originais dos veículos são mais caras.

Enquanto há pessoas que buscam outros lugares para fazerem a revisão de seus carros, outras esperam até a garantia do veículo acabar para fazer a mudança de local.

Ao término da garantia, as pessoas vão à procura de um mecânico de sua confiança que pode realizar o mesmo serviço prestado pela concessionária, já que o valor será diferente.
A partir dessa discussão sobre revisão, a seguir fiquemos atentos (as) a algumas questões que podem estar sujeitas a serem revistas.

A água do radiador
Juntamente com o motor, este é um aspecto que deve ser verificado de forma periódica, já que a falta de água no radiador pode gerar um superaquecimento do veículo e causar problemas sem conserto.

Por isso, é importante que a água do radiador esteja no nível máximo ou entre o mínimo e o máximo. Antes de fazer a verificação do volume de água, é importante que o motor esteja frio, a fim de que queimaduras sejam evitadas.

Nível do óleo do motor
É caracterizado por ser o ponto mais importante da revisão, já que a falta ou o excesso de óleo pode causar grandes problemas ao motor do carro. Para esta verificação, há uma vara de medição que se encontra junto ao motor.

Da mesma forma que a água do radiador deve ser verificada com o motor frio, é importante que durante a verificação do nível de óleo o motor também esteja na mesma condição, pois, assim, sabe-se qual o nível de óleo presente no motor do automóvel.

Vale destacar que não se deve misturar óleo velho com óleo novo, pois isto pode prejudicar o motor.

Filtro de Combustível
É o responsável por filtrar o combustível que os carros queimam e este deve ser trocado a cada 15.000 km rodados, senão a bomba de combustível pode ser danificada.

Filtro de Ar
Está ligado à limpeza do ar que entra no veículo e assim como o item anterior, o funcionamento do motor, do óleo e dos outros filtros estaria garantidos.

Filtro do Ar-Condicionado
É responsável pela purificação do ar no interior do carro e assim como os dois itens anteriores, também deve ser trocado a cada 15.000 km para que fungos e bactérias prejuciais à saúde não fiquem acumulados.

Luzes
É a mais simples de todas as revisões, já que basta todas estarem acesas, senão o veículo deve ser encaminhado ao eletricista para realizar os devidos reparos.

Pneus
Uma das causas dos maiores acidentes de carros é o pneu careca. Isto ocorre devido à falta de aderência dada ao veículo com relação ao solo, facilitando a perda de controle do automóvel. A troca de pneu deve ocorrer quando sua superfície não apresentar mais ranhuras (sulcos), o que significa que ele está liso, ou seja, careca (“Segundo a Resolução 558/80 do Contran, carros equipados com pneus que apresentem uma profundidade de sulco inferior a 1,6 mm estão em situação irregular e podem ser apreendidos, pois estão carecas e têm a sua segurança comprometida.”).

Vale destacar ainda a importância dos pneus estarem bem calibrados, pois isto gera um melhor desempenho do veículo.

Travões
O sinal de que os travões devem ser verificados é a emissão de algum barulho ou o caso deles perderem sua eficiência. O problema pode estar relacionado às pastilhas, aos discos ou aos fluídos e, caso seja necessário, é importante trocar as peças.

Alinhamento do carro
Este tipo de revisão deve ser feita a cada 10.000 km rodados, pois é o alinhamento o responsável por evitar o desgaste dos pneus e por manter o carro estável.

Elétrica
A revisão do seu carro só será considerada completa se a parte elétrica for revista, como: o motor de arranque, a bateria, o alternador e todos os fusíveis.

Entende-se assim, que a revisão do carro não envolve somente a qualidade do desempenho do automóvel, mas a segurança das pessoas a bordo do veículo.


Publicado em 09-02-2017 11:39:08